Festa do Divino Espírito Santo

Origem e Significado da Festa do Divino Espírito Santo

 

A tão conhecida festa do Divino Espírito Santo é antiga tanto quanto o próprio cristianismo. Seu nome litúrgico é “Festa de Pentecostes” que tem origem grega e que por sua vez significa “cinquenta dias”. As comunidades Judaicas, na época de Jesus, costumavam celebrar festejos como meio de agradecimento pelas colheitas realizadas com total sucesso, e que por acaso ocorriam cinquenta dias após a Páscoa. De acordo com a Palavra, Jesus enviou sobre os Apóstolos o Espírito Santo, e dessa forma, cheios de animo do Espírito Santo, os Apóstolos passaram a pregar de forma corajosa a Boa Nova de Jesus Cristo, Senhor e Salvador. O texto que se encontra no Livro dos Atos dos Apóstolos, traz a presença e a efusão do Espírito Santo e dos Dons concedidos por Ele aos Apóstolos e da realização da Nova Aliança selada por Deus em Cristo. A plenitude da ação do Espírito Santo nos corações dos fieis é vivenciada em forma de Sete Dons: Entendimento, Ciência, Sabedoria, Conselho, Piedade, Fortaleza e Temor a Deus.

A Festa propriamente dita foi instaurada no calendário da igreja no Século XIII. Aqui no Brasil chegou junto com a colonização e firmou-se por meados do século XVII. O evento passa a ser não só uma comemoração da espiritualidade, mas também faz parte do folclore. Por tanto é inteiramente reflexo de nossa cultura, dentro da igreja Católica é representada em todos os lugares, porém no Brasil ganha forças e é grandiosamente frequentada por fies, nas cidades do estado de Goiás: Luziânia, Formosa, Trindade, Aparecida de Goiânia entre outras.

Símbolos do Divino Espírito Santo

Bandeira: É por meio da bandeira que a fé e a religiosidade são representadas e levadas por toda cidade (ruas e casas). A cor vermelha aparente nas flores, andores, paramentos e arranjos da igreja é o sinal do amor de Deus e também representa o sangue dos mártires.

Pomba: Mensageira e possuidora dos Sete Dons, que passa a representar o Divino Espírito Santo e da paz que é transmitida por meio d’Ele. A imagem da pomba que o representa possui sete raias ou sete fitas.

Fogo: É um símbolo bíblico, que pode ser entendido pela reunião feita pelos Apóstolos e Maria no Cenáculo, quando sobre eles vieram línguas de fogo, estabelecendo assim o dia de Pentecostes. (Atos – 2)

Água: A simbologia da água faz referencia a pureza, a vida, ao renascimento. O Espírito Santo é a “água viva” descida do céu para nos lavar e purificar. A água também tem a ideai da imensa e pura misericórdia divina.

O Espírito Santo é a terceira Pessoa da Santíssima Trindade, mistério de fé, insondável e magnífico de Deus-Pai, que criou o universo por puro amor, Deus-Filho que se despojou da gloria de ser Deus, para nos livrar de nossos pecados e da morte eterna e Deus-Espírito Santo, o Consolador, Abrasador e Santificador, que Deus concede após purificar nossos corações. Os dons que o Espírito Santo nos concede são para praticar a vontade de Deus em nossa vida e nos guiar para a Santificação. Desde o nosso batismo somos portadores desse Espírito Santificador, que procede do Pai e do Filho.

Oração ao Divino Espírito Santo

“Vem, Espírito Santo, renovar a minha, vida despertar todo meu ser, para as maravilhas de Deus. Acende o teu fogo espiritual em meu coração e dai-me a graça de vivera vida nova dada por Jesus. Queima o pecado e as fraquezas; cura-me das minhas tristezas e desilusões; Ensina-me a cada dia enfrentar as provações, e nunca pagar o mal com o mal. Enfim, inunda-me a cada dia com o teu poder para que cresça em mim, a cada dia, a vida sobrenatural” Amém.